Aprenda sobre a importância da Integração Sensorial no desenvolvimento infantil

Hoje eu quero falar de um tema muito importante para o desenvolvimento infantil: Integração Sensorial.

Integração Sensorial é o processo pela qual o cérebro organiza as informações, de modo a dar uma resposta adaptativa adequada, organizando dessa forma, as sensações do próprio corpo e do ambiente de forma a ser possível o uso eficiente do mesmo no ambiente (AYRES, 2005).

Precisamos da integração sensorial diariamente uma vez que nosso corpo reage aos estímulos vindos do ambiente a todo o momento. A função principal dos sistemas sensoriais é realizar a tradução da informação contida nos estímulos ambientais (externos e internos) para a linguagem do sistema nervoso. As alterações podem ocorrer em um ou em todos os sistemas sensoriais, como o sistema tátil, auditivo, visual, gustativo, olfativo, proprioceptivo e vestibular. As nossas capacidades de processamento sensorial são usadas para a interação social, para o desenvolvimento de habilidades motoras e para a atenção e concentração.

Alguns estudos revelam que uma a cada vinte crianças tem algum tipo de desordem no processamento sensorial. Além disso, verifica-se que o transtorno do processamento sensorial é bastante comum entre as crianças do espectro autista.

Como consequência dessa desordem algumas crianças podem ser impulsivas, ansiosas, não gostar de ser tocadas, ter déficits nos movimentos corporais, apresentar-se hipo ou hipersensível a estímulos motores, ser “desajeitadas” (incoordenadas), tropeçar facilmente, buscar excessivamente o movimento, incomodar-se com texturas de roupas, além de ter déficit na concentração, perturbar-se com ruídos e ter dificuldade de relacionar-se com crianças da mesma idade. Tudo isso pode influenciar na sua capacidade de aprendizagem.

O tratamento é feito principalmente por Terapeutas Ocupacionais, porém, outros profissionais de saúde, como Fisioterapeutas, Fonoaudiólogos, também podem aplicar técnicas baseadas na integração sensorial com objetivos de organizar esses sistemas. 

Em caso de dúvidas, procure um especialista.

Atenciosamente,

Grazielle Muniz Gobetti

Fisioterapeuta

Compartilhe isso:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *